A incessante busca pelo nada

A rotina da maioria das pessoas é corrida. Estamos correndo para nos arrumar, estamos correndo para ir para o serviço, estamos correndo para voltar para casa, estamos correndo para o fim de semana, estamos correndo para que mesmo?

Claro, nem todos são assim, existem pessoas que não estão apressadas, acordam com calma, vão para o trabalho sem grandes emoções, e vivem um dia após o outro. Como quem está com pressa, também estão buscando, mas com uma tranquilidade sem igual. Mas buscando o que mesmo?

Quis intencionalmente ser provocativo nestes dois primeiros parágrafos, provocação esta que te desafia a pensar no porque de sua caminhada. As vezes buscamos tanto algo, de forma tão voraz, que no fim das contas percebemos que não sabemos o que é este “algo” que tanto buscamos. Muitos podem dizer: “o que eu busco é dinheiro”, não, o que você busca são os prazeres e os privilégios que o dinheiro pode proporcionar, mas isso quase nunca é definido de maneira específica. E é exatamente ai onde mora a armadilha.

Por que ser específico?

De maneira bem simples, se você não é específico no que quer, quando conseguir algo, como por exemplo o dinheiro, ficará perdido sem saber o que fazer, a consequência disso pode ser uma eventual perda do que se conquistou, ou até mesmo uma frustração por não estar satisfeito com o que conseguiu.

Seguindo a mesma linha de raciocínio, se você busca o dinheiro, mas o seu objetivo específico com o dinheiro é proporcionar uma vida de qualidade para a sua família, as coisas mudam. Sua motivação é outra e com certeza a maneira como você irá buscar o seu objetivo também será diferente. Você também perceberá que não é apenas o dinheiro que pode dar uma qualidade de vida para a sua família, podem existir outros meios, aumentando assim o seu “leque” de possibilidades.

Como ser específico?

Para ser específico é necessário você entender o real motivo por estar buscando algo, fazer um exercício profundo de reflexão e anotar (etapa extremamente importante) tudo o que você conseguir de informação. Se está atualmente buscando dinheiro, reflita no porque, em quais serão os benefícios em ter a quantia que você almeja, qual será a primeira coisa que irá fazer e se há mais formas além do dinheiro de conseguir chegar ao resultado final. Considerando que o dinheiro é um meio.

Todo este exercício de reflexão não serve somente para dinheiro, que no caso deste post foi o exemplo utilizado, mas também para relacionamentos, projetos pessoais, comprar um produto ou contratar um serviço e qualquer outra coisa que você tenha em mente. O importante é evitar o esforço direcionado a um lugar que você não sabe para buscar o que você não sabe.

Evite objetivos meios. Você tem toda uma jornada do seu lugar atual até onde quer chegar, se o motivo de sua busca é algum meio, quando alcançá-lo você estará na metade do caminho. E ai, o que irá fazer?

Reflita nos seus objetivos, se a sua busca é realmente o resultado final ou as ferramentas para chegar lá.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s